Lock iconRectangle 1Rectangle 2 + Rectangle 2 CopyShapeRectangle 1
Is there a perfect time to start dancing? by Dancer Emanuele Oliveirafor The Highland Dancer

Is there a perfect time to start dancing? by Dancer Emanuele Oliveirafor The Highland Dancer

Is there a perfect time to start dancing?

A Versão em português está no final do post!

 

Yes, the perfect is time is the time you wish.

 

 

I know it may sound as a cliché, but there's no perfect time for it, in my opinion.

I'm not here to preach a dreamer speech, or to make you believe in a perfect world where everyone who wants to dance can do it.

Of course that if you want to be a professional dancer or you have the desire to live exclusively by dance, I recommend you starting early. It is not easy to live by art. This is a fact.

I, personally, do not live by dance exclusively, but I say that it helps me to live.

 

If you have a desire to start dancing and you are 5, 25, 50 or 75 years old, do so. Try it.

It is always time to start something new and rediscover yourself. It is always time to find yourself. If you don't try, how will you know?

 

I started to officially dancing at 16 years old, but in my head I was born as a dancer! The picture frame you can see here has been in my room all my life, before I even start dancing. My family couldn't afford to attend the only ballet school in my small town and I had to have the patience to wait for my first job to start taking classes. At that time we did not have youtube and Internet so accessible to watch a tutorial and learn on your own. It looks like another world, but it's about 15 years ago and we lived a reality not yet dependent on technology.

 

What I had at home was a "The Nutcracker" video tape and that tape must have worn out! It was my only contact with the dance and I felt so part of it. A sensation that I remember perfectly. I knew every movement. When I closed my eyes I could see the sequences and the cadence of movements.

 

After a year and a half of regular classes, I auditioned at an important ballet school in Sao Paulo and moved from my small city before I was even 18 years old.

 

For those who know the background of the dance world and especially ballet, you know that starting dancing at 16 is too late...that is a LIE!

 

Thus, a countryside girl who had rarely come to Sao Paulo moved to there to learn how to live alone and to find the answers she needed.

 

I didn't go long with the professional ballet. That kind of ballet that excludes anyone who does not fit the aesthetic standards it demands, is not a dance I believe. Just found my answer. The professional ballet was not for me. The dance I believe accepts tall people, low people, too thin, overweight people ... for me the dance just does not accept those who do not do it with the soul.

 

I kept on dancing in other ways, in other styles ... but that ballerina dancing in the hidden room, still lives inside me. When I get lost, for some reason, she's the one I look for. She is what I have closest to what I would call my essence.

 

Some people are born with dance in their bodies, with a born talent. In other people, in other bodies and minds, DANCE IS BORN and for birth there is no exact date.

 

...

 

Sim, existe momento certo para começar, a hora que você quiser. Sei que pode parecer um pouco clichê, mas não há um tempo perfeito para isso, na minha opinião. Não estou aqui para pregar um discurso sonhador ou para fazer você acreditar em um mundo perfeito, onde todos que querem dançar podem fazê-lo.

É claro que se você quer ser dançarino profissional ou deseja viver exclusivamente da dança, recomendo que comece cedo. Não é fácil viver de arte. Isto é fato. Eu, pessoalmente, não vivo exclusivamente de dança, mas digo que ela me ajuda a viver.

 

Se você deseja começar a dançar e tem 5, 25, 50 ou 75 anos, faça isso. Tente. Sempre é tempo de começar algo novo e de se redescobrir. Sempre é tempo de se encontrar. Se você não tentar, como você saberá? Comecei a dançar oficialmente aos 16 anos, mas na minha cabeça eu nasci bailarina! Esse quadro de bailarina esteve no meu quarto a vida toda, antes mesmo de começar a dançar. Minha família não tinha condições financeiras de pagar por aulas de dança na única escola de ballet em minha pequena cidade e eu tive que ter a paciência de esperar pelo meu primeiro emprego, para começar a ter aulas. Naquela época, não tínhamos o YouTube e a Internet tão acessíveis para assistir a um tutorial e aprender por conta própria. Parece outro mundo, mas isso foi há cerca de 15 anos e vivíamos numa realidade ainda não tão dependente da tecnologia.

 

O que eu tinha em casa era uma fita cassete do ballet de repertório "O Quebra-Nozes" e essa fita deve ter se desgastado! Esse era o meu único contato com a dança e eu me sentia tão parte daquilo. Uma sensação da qual me lembro perfeitamente. Eu conhecia todos os movimentos de cor. Quando fechava os olhos, me lembrava de todas as sequências e da cadência dos movimentos. Depois de um ano e meio de aulas regulares, fiz uma audição em uma importante escola de ballet em São Paulo e me mudei para lá antes dos 18 anos de idade. Para aqueles que conhecem os bastidores da dança e principalmente do balé, sabe que começar a dançar aos 16 anos é tarde demais...isso é uma MENTIRA! Desse jeitinho, uma garota do interior que raramente visitava São Paulo se mudou para lá para aprender a viver sozinha e para encontrar as respostas que procurava.

 

Não continuei por muito tempo muito com o ballet profissional. Esse tipo de balé que exclui quem não se encaixa nos padrões estéticos exigido por ele, não é a dança na qual eu acredito. Encontrei a resposta que eu procurava. O ballet profissional não era para mim. Acredito na dança que aceita altos, baixos, pessoas muito magras e acima do peso ... para mim a dança só não aceita aqueles que não fazem isso com a alma.

 

Segui com a dança de outras formas, em outros estilos...mas aquela bailarina que dançava na sala escondida, ainda mora aqui dentro. Quando eu me desconecto de mim, por algum motivo, é ela que eu procuro. Ela é o que eu tenho de mais próximo ao que eu chamaria de essência.

 

Algumas pessoas nascem com a dança em seus corpos, com talento nato.

Em outras pessoas, em outros corpos e mentes, a DANÇA NASCE e para nascimento não há data exata.

 

 

 

 

..............................................

Keep up to date with all things NEW @The Highland Dancer

Where to find The Highland Dancer: 

Visit our Home Page and check out our NEW Products @ - www.thehighlanddancer.co.uk

Chat with us anytime with a PM on Facebook - this is where we hide :D

Don't forget to follow us on Instagram Twitter and tag us in your posts :D

If you like to email instead, drop us a line at dance@thehighlanddancer.co.uk

#HighlandDancer #theHighlandDancer #HD #aLeapabovetheRest #HDBorntoDance #BorntoDance #HDBlog #HighlandDance #TeamHD #HDambassador #HDAmbassadorBlog

--------------------------------------------

 

 

 


0 comments

Leave a comment

Tags

Net Orders Checkout

Item Price Qty Total
Total $0.00

Shipping address